(43) 9602-1764     contato@enfoquearapongas.com.br

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

BR Templates
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

noticias

Supremo Tribunal Federal aprova reajuste de salário de ministros para 2019 Destaque

Publicado em Economia
Supremo Tribunal Federal aprova reajuste de salário de ministros para 2019 Reprodução/Web

Por 7 votos a 4, a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, ontem (08), enviar ao Congresso Nacional proposta de aumento dos salários dos ministros da Corte , para 2019. O salário atualmente é de R$ 33,7 mil e o percentual de reajuste, de 16%.

Caso o reajuste seja aprovado no Orçamento da União, que será votado pelo Congresso, o salário dos ministros poderia chegar a R$ 39 mil, valor que provocaria efeito cascata nos salários do funcionalismo – o subsídio dos ministros é o valor máximo para pagamento de salários no serviço público.

A inclusão, que foi decidida em uma sessão administrativa, é tratada anualmente e deve ser enviada ao Ministério do Planejamento até o dia 31 deste mês para compor o Orçamento dos Três Poderes que será analisado pelo Congresso.

Votaram a favor do aumento os ministros Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Luiz Fux e Alexandre de Moraes. A presidente da Corte, Cármen Lúcia, votou contra o reajuste, assim como os ministros Rosa Weber, Edson Fachin e Celso de Mello.

Sessão

Durante a sessão, os ministros Dias Toffoli e Lewandowski ressaltaram que a proposta não terá impacto financeiro nas contas públicas. Segundo os ministros, foram feitos cortes internos nas despesas para bancar os custos. De acordo com o STF, o impacto no orçamento do tribunal é de R$ 2,8 milhões.

Para defender envio da proposta, Lewandowski disse que os salários dos ministros da Corte estão defasados em 50%. O ministro também demonstrou preocupação com o “estado de penúria” dos aposentados e pensionistas do Supremo, que “não conseguem pagar plano de saúde”.

Contra o reajuste, o decano na Corte, Celso de Mello, disse que “fez uma escolha trágica” ao não enviar a proposta do Congresso. Segundo o ministro, a crise fiscal pela qual o país passa não permite o pedido de aumento. 

 

Fonte: Agência Brasil

Gostou da notícia?

Compartilhe entre seus amigos e curta nossa página no Facebook!

 

 

casa do acessorio

ddt enfoque

restaurante familia lima

Colunas Recentes

Torta de amendoim

Torta de amendoim

Ingredientes: 1 ½ x de bolacha maria; 6 colheres sopa manteiga derretida; 1/3 xícara de açúcar; ...

Jesus, a fonte inesgotável

Jesus, a fonte inesgotável

O Armazém da graça de Deus Uma reflexão em Isaias 55.1-6 Deus é dono de todas as coisas. Diz a bíb...

A soberania de Deus

A soberania de Deus

Levantei-me cedo e enquanto preparava um café para os meninos irem à escola, deparei-me coma beleza ...

Tecnologia - Wilson Chavioli F.

icone enfoque

Conheça seus direitos

advocacia

Apoiadores

Extras



JoomShaper