(43) 9602-1764     contato@enfoquearapongas.com.br

Móveis pelo menor preço! 
www.movelcasa.com.br
Parcele seus móveis em até 12x Sem Juros

BR Templates
Templatee Joomla Profissional!
Templates a partir de R$ 9,90.

noticias

Com gol nos acréscimos, Flamengo bate Fluminense em jogo polêmico e vai à final Destaque

Publicado em Esportes
Com gol nos acréscimos, Flamengo bate Fluminense em jogo polêmico e vai à final Reprodução/Web

Um mês e meio depois de cair para o Fluminense nas semifinais da Taça Guanabara com um gol nos acréscimos, o Flamengo deu o troco nesta quarta-feira. Em um clássico extremamente nervoso, repleto de lances polêmicos e interferências do VAR, o time rubro-negro derrotou o rival por 2 a 1, no Maracanã, e garantiu vaga na decisão da Taça Rio.

O árbitro de vídeo era o protagonista da partida até os acréscimos. Afinal, alertado por ele, Marcelo de Lima Henrique anulou um gol do Fluminense e assinalou o pênalti convertido por Yony González, ambos em lances controversos. Com um a mais, time tricolor era o dono da vaga até os momentos finais, quando Éverton Ribeiro, também de pênalti, definiu a reviravolta.

Já classificado às semifinais do Carioca, o Flamengo define a Taça Rio com Bangu ou Vasco, que se enfrentam nesta quinta no Maracanã. O Fluminense, por sua vez, depende de outros resultados para seguir na competição. Se o Bangu passar na quinta, a equipe tricolor jogará a fase final do Estadual. Caso o Vasco avance, o time tricolor terá que torcer justamente pelo Flamengo na decisão.

Se o clássico tinha tudo para ser quente, ganhou ainda mais motivos logo com um minuto, quando Léo Santos aproveitou sobra na área após cobrança de falta e bateu para abrir o placar. O auxiliar, inicialmente, assinalou impedimento, mas o VAR entrou em ação. Marcelo de Lima Henrique, então, analisou as imagens e, após mais de quatro minutos, considerou falta de Matheus Ferraz em Rodrigo Caio no início do lance, anulando o lance por outro motivo.

Os nervos ficaram ainda mais a flor da pele, e as faltas mais duras se tornaram comuns, especialmente por parte dos jogadores do Fluminense, revoltados com a marcação. A irritação também gerou erros na saída de bola da equipe, sufocada pela pressão do Flamengo.

O time rubro-negro era dono do jogo, ainda que tivesse menos posse. E aos 29 minutos, abriu o placar. Vitinho cruzou da direita, Rodolfo espalmou e Bruno Henrique rolou para Renê. O lateral arriscou de primeira, de longe, e acertou o canto esquerdo do goleiro.

A vantagem fez bem ao Flamengo, que se tornou ainda mais ofensivo e quase ampliou em duas oportunidades. Aos 39, Vitinho cobrou escanteio da direita, Bruno Henrique desviou meio de ombro e a bola encobria Rodolfo, que se atirou para espalmar. Dois minutos mais tarde, Gilberto errou na saída e entregou para Uribe, que finalizou em cima do goleiro.

O Fluminense até terminou o primeiro tempo com mais posse, mas só assustou novamente aos 45, em chute de longe de Luciano que passou à direita. O jogo mudaria de cenário aos 49, quando Bruno Henrique deixou a sola da chuteira no joelho de Gilberto e foi expulso.

Com um a mais, foi o Fluminense que voltou sufocando para o segundo tempo e passou a dominar o campo de ataque. Teve seu primeiro bom momento aos nove, quando Ganso recebeu na meia-lua, fintou um marcador e foi travado na finalização.

Dois minutos depois, o VAR entrou novamente em ação. Everaldo fez boa jogada pela esquerda, invadiu a área e caiu na dividida com Léo Duarte. Inicialmente, nada foi marcado, mas, alertado pelo árbitro de vídeo, Marcelo de Lima Henrique voltou atrás e assinalou a penalidade. Yony González bateu no canto esquerdo e empatou.

Precisando do resultado e com um a menos, o Flamengo se lançou ao ataque e quase foi castigado no contragolpe. Gilberto fez boa jogada e cruzou para González, que acertou o travessão.

O time rubro-negro era todo ataque, e até Diego Alves já havia ido para a área, quando Léo Santos empurrou Lucas Silva na área. Desta vez sem o VAR, o árbitro apitou pênalti. Éverton Ribeiro bateu com muita categoria, no canto esquerdo de Rodolfo, e garantiu uma suada classificação para o Flamengo aos 49.

Ganso ainda foi expulso e uma pequena confusão começou no gramado, mas nada que impedisse a festa flamenguista pela classificação.

 

Fonte: Estadão

Gostou da notícia?

Compartilhe entre seus amigos e curta nossa página no Facebook!

 

 

casa do acessorio

ddt enfoque

restaurante familia lima

Colunas Recentes

Torta de amendoim

Torta de amendoim

Ingredientes: 1 ½ x de bolacha maria; 6 colheres sopa manteiga derretida; 1/3 xícara de açúcar; ...

Jesus, a fonte inesgotável

Jesus, a fonte inesgotável

O Armazém da graça de Deus Uma reflexão em Isaias 55.1-6 Deus é dono de todas as coisas. Diz a bíb...

A soberania de Deus

A soberania de Deus

Levantei-me cedo e enquanto preparava um café para os meninos irem à escola, deparei-me coma beleza ...

Tecnologia - Wilson Chavioli F.

icone enfoque

Conheça seus direitos

advocacia

Apoiadores

Extras



JoomShaper